• Document: AULA 6 -GESSO NA CONSTRUÇÃO CIVIL
  • Size: 6.33 MB
  • Uploaded: 2019-04-16 12:50:36
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

Materiais de Acabamentos para Construção AULA 6 - GESSO NA CONSTRUÇÃO CIVIL Materiais de Acabamentos para Construção Prof. Roberta Vendramini 1 www.construir.arq.br Introdução • O gesso, dentre outras aplicações, é utilizado na construção civil, agricultura, medicina, odontologia e também em artesanato e esculturas. • De acordo com a Universidade Federal de Santa Catarina (2005), naquele ano, observava-se que o consumo per capita do gesso no Brasil não ultrapassava 3 quilos por pessoa ao ano, enquanto na Europa era de 80 quilos por pessoa ao ano, nos Estados Unidos 86 quilos e no Japão 75 quilos. • Na construção civil, é utilizado como revestimento de paredes, divisórias internas dos imóveis, forro, moldura, rodapé, detalhes de decoração e arquitetura de interiores, dentre outros. • O objetivo desta aula é justamente apresentar o uso do gesso na construção civil, com enfoque nas aplicações como material de acabamento. Materiais de Acabamentos para Construção Prof. Roberta Vendramini 2 www.construir.arq.br 1 Produção do gesso • Gesso é o termo genérico de uma família de aglomerantes simples, constituídos basicamente de sulfatos mais ou menos hidratados e anidros de cálcio. É obtido pela calcinação da gipsita natural, constituída de sulfato biidratado de cálcio geralmente acompanhado de uma certa proporção de impurezas, como sílica, alumina, óxido de ferro, carbonatos de cálcio e magnésio. • A gipsita (sulfato de cálcio hidratado) é um mineral abundante na natureza e como tal existem jazidas espalhadas por muitos países do mundo. Fonte: Bauer (2005 apud BARBOSA, 2011) Materiais de Acabamentos para Construção Prof. Roberta Vendramini 3 www.construir.arq.br 1 Produção do gesso 1) Britagem: fragmentação dos blocos do minério. 2) Moagem: a gipsita britada é moída em moinhos de martelo. 3) Peneiramento: a gipsita moída pode ser peneirada, em peneiras vibratórias. 4) Calcinação: a gipsita se transforma em gesso pela ação do calor. A calcinação é o tratamento de remoção da água, CO2 e outros gases. Fonte: Sabbatini at al (2006) Materiais de Acabamentos para Construção Prof. Roberta Vendramini 4 www.construir.arq.br 1 Produção do gesso 5) Pulverização: após a calcinação, o gesso é moído em moinho de martelo. 6) Estabilização: período de ensilamento ou estabilização para maior homogeneidade na composição final. 7) Embalagem: sacos de 20 ou 40 Kg, ou em Big Bags (1000 Kg, 1400 kg). Fonte: Sabbatini at al (2006) Materiais de Acabamentos para Construção Prof. Roberta Vendramini 5 www.construir.arq.br 1 Produção do gesso Tipos de Gesso Existe uma variedade muito grande de processos de calcinação, tais como calcinação em autoclave, forno rotativo, transportador com ar quente, calcinação rápida (flash calcination). De acordo com a temperatura em que o forno se encontra, obtêm-se alguns tipos de gesso: • primeiro estuque, gesso beta ou Paris (120° - 180°C); • gesso de reboco simples ou duplo cozimento (150° - 700°C); • gesso alfa ou de alta resistência (800° - 1000°C). Fonte: ArqTec (2011) Materiais de Acabamentos para Construção Prof. Roberta Vendramini 6 www.construir.arq.br 1 Produção do gesso Pólo Gesseiro de Pernambuco • Considerado um APL – Arranjo Produtivo Local de nível estadual e federal, o Pólo Gesseiro de Pernambuco possui uma reserva estimada em 1,22 bilhões de toneladas, sendo umas das mais expressivas e importantes do mundo, principalmente considerando o alto teor de pureza do gesso. • Na região do Araripe, que contempla 5 municípios, 80% das minas do país, além de 139 fábricas de gesso calcinado e cerca de 726 fábricas de pré-moldados. São mais de 13.200 empregos diretos e 66.000 indiretos. Fonte: Sindicato da Indústria do Gesso do Estado de Pernambuco (2011) Materiais de Acabamentos para Construção Prof. Roberta Vendramini 7 www.construir.arq.br 1 Produção do gesso Pólo Gesseiro de Pernambuco • Pernambuco produziu, em 2008, 5.5 milhões de toneladas, o que corresponde a 95% da produção nacional, onde 61%

Recently converted files (publicly available):